Siate oficial - Senador Styvenson Valentim

Siate oficial - Senador Styvenson Valentim

Notícia posta dia 19/01/2021 às 20h40

Escola Maria Ilka é case para evento de educação no Paraná

O senador Styvenson Valentim (Podemos RN) foi o convidado para abertura do evento Foco na Aprendizagem promovido pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte – Seed-PR, na manhã desta terça (19/1). O encontro, que é anual, conta com palestras e oficinas voltadas para os diretores de escolas da Rede Estadual de Educação do Paraná. Styvenson falou sobre o modelo de escolas cívico-militares baseado no exemplo da escola Maria Ilka de Moura, que ele ajudou a reerguer quando era capitão da polícia, com a ajuda de seus colegas. Hoje, Maria Ilka é orgulho para pais, professores e alunos, mesmo não seguindo oficialmente o modelo cívico-militar é considerado um “híbrido” que vem gerando bons resultados.

Styvenson que foi recebido pelo governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Jr, e, no evento, ocupou a mesa ao lado do Secretário da Educação, Renato Feder, e do vice-governador do Paraná, Darci Pianna.

“Quando resolvemos reerguer a escola Maria Ilka de Moura, em Natal entre 2017/2018, eu não imaginava que ela me traria para essa experiência formidável no sul do país, onde os indicadores de educação são levados tão a sério”, comentou o senador potiguar.

Foco na Aprendizagem é um evento voltado para os diretores das instituições de ensino – incluindo as 206 escolas cívico-militares e 92 escolas em tempo integral do Paraná. O principal objetivo é que os diretores possam se apropriar das diversas ferramentas que a Seed-PR oferece e iniciar o planejamento de 2021 com oficinas mão na massa e voltadas à realidade de cada escola.

“Saio do Paraná engrandecido por ver como o modelo cívico-militar é visto aqui e comparo com meu estado, que amarga o 25o lugar no Ideb, e onde o assunto chega até a ser, infelizmente, um tabu por parte dos gestores estaduais”, acrescentou Styvenson.

Styveson volta a Natal com convite do governador Ratinho Jr para inauguração das escolas cívico-militares naquele estado *ainda neste ano* (checar). Ao longo de seus dois anos de mandato, o senador vem tentando levantar a bandeira do referido modelo no Rio Grande do Norte, mas o governo estadual comunicou, em 2019, que não iria aderir ao modelo cívico-militar em duas de suas escolas, como proposto pelo Governo Federal. Em nota, divulgada pela Secretaria de Educação e da Cultura do RN à época, o governo estadual afirmou que a decisão se deu “reafirmando os princípios constitucionais como diretrizes que asseguram um ambiente educativo plural”, além da falta de tempo hábil para discussão do tema.